quarta-feira, junho 29, 2011

grandes fortunas

a confiança das grandes fortunas no novo governo
a este propósito vale também a pena ler os 5 mitos
parece que foi a classe média e o grande centrão que votou nisto...

28 Comments:

Blogger alma said...

AM,
Eu que tenho espirito de aventura gostava de ver
o PCP a governar :)))
ou quem sabe um BE :))))
Se tivessem tido coragem de enfrentar os credores mas nem isso tiveram, deixe-se de tretas !

produzir e poupar é só o que nos resta...

O MRPP são a contra informação :)da CIA LOL

7:48 da tarde  
Blogger AM said...

e o que é que o cu tem a ver com as calças!!!???
quem é que falou em governos dos PC ou do BE
acha mal que o PC e o "arrependido" (mas o problema é "deles") BE não tenha ajoelhado à toika
é a sua opinião
e sobre a fuga das grandes fortunas e sobre os 5 mitos, tem alguma coisa, de todo, a dizer!?
um clássico da religião:
http://www.youtube.com/watch?v=td7aVHyB05M
o mrpp é a merda que o mrpp quiser
assim como o p"s" e o p"sd" e os outros todos...

8:05 da tarde  
Blogger alma said...

saltei o artigo sobre as fortunas e agarrei-me aos mitos LOL
("e o que é que o cu tem a ver com as calças!!!???")

8:09 da tarde  
Blogger AM said...

giro
isto das anarquistas rendidas aos mais refinados exercícios de hipocrisia política e do "politicamente correcto"
porque "make no mistakes", é o que o "meeting" do PC (dos outros palermas nem me interessa) com a toíka teria sido

com uma longa peruca loira o francisco dava uma ótima madalena arrependida
em qualquer palco
ou tela

http://www.youtube.com/watch?v=O87Q3igXYZY

8:32 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

oh que pena, vamos acabar com o socialismo em portugal. oh que pena. oh que pena, oh p'ra mim compungido com o fim do estado social, oh p'ra mim aflito com o fim do parasitismo da rtp, tap, cp, refer, oh oh, oh p'ra mim sem saber o que fazer sem que os executivos de empresas públicas não tenham telefones, carros, secretárias e, quem sabe, broches à custa do meu dinheiro, oh nem sei.

j

8:34 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

e aquela coisa da câmara de lisboa ter 300-trezentos-300-arquitectos-trezentos, que pena ir ficarmos com uma administração pública mais leve e eficiente, oh que pena a revolução não ter sido em abril e seja agora. oh.


j

8:35 da tarde  
Blogger AM said...

oh, J.
o socialismo já acabou em Portugal (como em todo o lado...) há tanto e tanto tempo...
aliás, na maior parte do casos nem chegou a começar...
enfim, deu jeito esta fantasia da constituição "socilaista" (ai que medo) a castrar LOL a LOL "sociedade civil" LOLOL
broches prá todos!
grates!
socialistas!
por conta do estado! (esta grande puta!)
é o meu lema

8:38 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

claro, claro, o socialismo nunca existiu. tipo pedro a negar cristo 3 vezes. nem somos um país de mão estendida - outrora todos ao estado, agora todos à europa. não. que ideia.

8:40 da tarde  
Blogger AM said...

oh, a "gordura" do estado
oh, a ingenuidade política de quem pensa (?) que a "dieta" do estado é a racionalização (e não apenas a redistribuição do tachos e das mordomias...) dos recursos...

(como imaginas, calculo que saibas, que não sou a CML)

8:41 da tarde  
Blogger AM said...

o 25 nunca existiu
um golpe de estado não faz uma revolução
é preciso que alguma coisa mude para que tudo fique na mesma *

* óscar para o melhor argumento adaptado

8:43 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

claro que sei, só dei o exemplo porque é relativo à nossa profissão.

"oh, a ingenuidade política de quem pensa (?) que a "dieta" do estado é a racionalização (e não apenas a redistribuição do tachos e das mordomias...) dos recursos..." VS. o cinismo dos cínicos. got it?

8:43 da tarde  
Blogger alma said...

AM,
Qual hipocrisia ?
Era elementar ir até lá e defender os trabalhadores mais valia terem saído a meio ou votar em branco . Não ir, é como
abster-se uma cobardia

8:44 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

precisamente: em abril sempre não aconteceu uma mudança de comportamentos. continuámos servis como antes. e bufos. e também dependentes.

camarada, a revolução é liberal ou não é. abaixo a igualdade, viva a liberdade.

8:45 da tarde  
Blogger AM said...

alma

e era o PC que tinha que "ir lá"?
mas lá "onde"!!!???
não ir significa que não estavam sequer reunidas as condições para qualquer "paleio"
só falta dizer que o PC tinha que andar a correr atrás dos importantes senhores a pedir (batatinhas...) "audiências"...
a defesa dos trabalhadores não se faz com encenações de boas vontades (isso é "política" à lá prof. Martelo)
faz-se com verdade
faz-se dizendo que com aqueles senhores nada havia a discutir
quem nos meteu na boca do lobo que lhe sinta o bafo

J.

shakira

8:54 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

adoro a 'defesa dos trabalhadores'. e os outros? os que não são 'trabalhadores'? quem os defende.

prefiro carnes. beyoncé.

8:58 da tarde  
Blogger alma said...

Se não houver trabalho não há trabalhadores :)

a sua shakira está errada !

9:04 da tarde  
Blogger AM said...

quem falou em defender os trabalhadores foi a alma
eu apenas peguei na expressão
se estás a querer falar em desemprego a conversa é outra
admito que os sindicatos falam para dentro mas não é esse um defeitos de todas as corporações/instituições em democracia?
ou estás à espera (apenas como exemplo) que sejam os engenheiros ou outros qualquer a defender os arquitectos?
mas ora joão... numa sociedade ideal, de tipo "liberal", claro, ninguém "defende" ninguém...
cada um olha por si e sagrada a auto-regulação resolve todos os problemas
desculpa, disparete, numa sociedade ideal, do tipo "liberal" nem sequer vão existir problemas...

9:05 da tarde  
Blogger AM said...

onde isto já vai...
e o que é que o trabalho tem a ver com as calças (não respondam...)
a malta das grandes fortunas é que deve estar a sofrer horrores (socialistas!) com a deslocalização do capital...

http://www.youtube.com/watch?v=bU_bGYaa3FY

9:08 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

a única tentativa de construir uma sociedade ideal, que conheça, e em larga escala, foi na saudosa união soviética. e não havia problemas, de facto. havia goulag.

tens alguém que te defenda se não pagares? e sem ser os indivíduos de quem tu gostas e que gostam de ti?

9:08 da tarde  
Blogger AM said...

os trabalhadores reunidos na sede ODP agradecem a possibilidade de serem explorados para eterna e divina glória dos grandes "geradores" de "postos de emprego"
que anarca of you...

9:11 da tarde  
Blogger AM said...

tens alguém que te defenda se não pagares?

foi por coisas como essa que se inventaram os estados
o estado previdência (cruzes credo) e os outros
imagina...

9:13 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

estado providência é ligeiramente, apenas ligeiramente, diferente do estado social, da esquerda moderna. e da arcaica.

9:15 da tarde  
Blogger AM said...

não faz diferença nenhuma´
é a merda da social democracia
os comunas, por exemplo, não podem com weimer
bruno taut forever!
bruno taut e shakira!

(B. com ou sem molho gaga!?)

9:17 da tarde  
Blogger joão amaro correia said...

ainda acabamos a conversa contigo a afirmar que és um 'social-democrata' nordic style - quando és um perigoso comuna que come crianças ao petid-deujeneur - e que eu sou democatra-cristão catholic style - quando sou um liberal radical que estima muito que todos se f****.
somos tão southern.

9:20 da tarde  
Blogger AM said...

eu sei lá o que sou
o que eu sei, é o que está na posta, é que ninguém com dinheiro bom e a valer acredita nesta merda do novo governo e já está a por as "poupanças" a salvo
e depois há uns (muitos) tansos e tansas que embarcam em "liberalismo" a ver se ainda se "safam" *
para esses linkei os 5 mitos
é tudo

* uma das mais maravilhosas contribuições do mano cavaco para a nobre arte da ciência política

9:28 da tarde  
Blogger AM said...

com vossa licença
vou ler (ou fazer outra coisa qualquer que rime com ler...)

9:30 da tarde  
Blogger alma said...

AM,
Só, por uma questão de bom senso.
Temos que dar (algum)crédito ao Governo !

Tenho a maior suspeita das noticias escritas e ouvidas na imprensa e TV portuguesa*.

* quem as escreveu ?
quem as encomendou?

O que se privatiza hoje amanhã nacionaliza-se é o jogo das cadeiras.

Aguardo pelo Eco... da Grécia

10:51 da manhã  
Blogger AM said...

pois... temos que dar "crédito" ao governo, temos que dar "crédito" à banca (e pagar para a sua "salvação"...), temos que dar (cof, cof) o corpinho ao manifesto "liberal", temos que "fazer sacrifícios" e "aceitar" (ai o "realismo"...) viver conforme as nossas possibilidades (i.e. aceitar "viver com menos"...)
bom senso, confiança!? vá pedir bom senso e confiança às grande fortunas

11:37 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home