quarta-feira, junho 22, 2011

qualquer coisa para o seu feriado

11 Comments:

Anonymous Skyzofriend said...

Am, qualquer coisa para o seu feriado.
Respondo aqui ao seu comentário no post Alhambra, mais abaixo.

But ladies first, if you please.


Cara Alma:

Ainda bem que está a gostar da Maria Zambrano. Parece-me que vai ficar viciada. É uma escrita límpida, escorreita, luminosa, sem os escolhos do jargão habitual da filosofia.
Também a mim, a leitura de Maria Zambrano evoca poemas. Este por exemplo, de fino quilate, escrito por um conhecido poeta da nossa Lírica:

os campos férteis

e tantos com fome

a paisagem infinita

e tantos sem horizonte

o sol generoso

e tantos sem luz

as muralhas de taipa

e tantos sem casa


Oh! as muralhas de taipa !!!!!


Que belo achado poético, que subtil lirismo, que requintado bom gosto.
Tenho a certeza que a Alma saberá apreciar.

Oh! as muralhas de taipa !!!!!

Este nosso poeta, de seu habitual cabotino e casca-grossa , diz que não é intelectual, nem culto, nem esteta, nem nada disso e que está-se mesmo nas tintas para isso tudo.
Mas a temática escolhida, a solenidade em "modo menor" do poema ( lembra-me tanto o Frère Jacques do seu falecido Gustav ) não enganam. Em poesia, o nosso poeta quer ser levado a sério, quer ser um POETA SÉRIO, com poema sérios e profundos.

Oh! as muralhas de taipa !!!!!

É certo. O nosso Poeta Sério ama a humanidade, sofre com a humanidade. Ama o Outro! São Irmãos!

Oh! as muralhas de taipa !!!!!

Parece ter havido um momento em que o nosso Poeta Sério achou esta estrofe um pouco pífia, sem "boost", para servir como "chave-de-ouro". Experimentou então uma variante

Oh! tanta pocilga de taipa

e tanta gente...


mas acabou por abandoná-la.
Certamente porque não era suficientemente séria...

Aí tem mais um homem de grande envergadura para si. Um Poeta Sério. E já vão quatro :)


Oh! as muralhas de taipa !!!!!


http://www.youtube.com/watch?v=bMsPrudYTKs

8:32 da manhã  
Anonymous Skyzofriend said...

Cara Alma:

onde se lê

Oh! tanta pocilga de taipa

e tanta gente...

deve ler-se

Oh! tanta pocilga de taipa

e tantos...

Sorry. è da pressa

8:37 da manhã  
Anonymous Skyzofriend said...

Am

Mau, mau cachopo ( sim, porque pelo que escreve , o menino retrocedeu à fase anal ou nunca dela saiu). Uma diatribe vulgar, desnecessária, casca-grossa. Uma reacção nada poética. Pimenta na língua!

Este blog tem provedor(a) a quem se possa recorrer?.

p.s. Como o menino está na fase anal ( um dia, quando fôr grande e arquitecto, chegará a fase da cidade análoga, por pura sublimação da libido ), como está a aprender a controlar os esfíncteres, a controlar os excrementos e a tirar disso prazer, é este o momento indicado para começar a ensinar-lhe regras básicas de higiene. Em tudo usar aguinha, menino!. Assim, quando fôr grande e Arquitecto, não se esquecerá nunca de pôr sempre um bidé nas I:S.Masculinas.

http://www.youtube.com/watch?v=h8TpRnMU09M

9:04 da manhã  
Blogger AM said...

como "poema" é uma valente merda
como posta também
mas só passa por aqui quem quer
e a "consulta" é "grates"
pior é ter que ler as merdas do JA
que me custam um colhão de aérios todos os anos

muralhas de taipa, forever (que o resto já nem merece troco)

11:16 da manhã  
Anonymous Skyzofriend said...

"Poema". Disse "Poema"?
Bem, leva-se mesmo a sério!

1:44 da tarde  
Blogger AM said...

somos todos poetas, man
de cara-oca
ye! we are all heroes...
(como é que passámos da patty, ao kid, aos suicide, em seis comentários!?)

2:04 da tarde  
Anonymous Skyzofriend said...

Take five???

3:03 da tarde  
Blogger alma said...

interlúdio :)

http://www.youtube.com/
watch?v=8V9VSxn2F9M&feature=related

volto já :)))

3:22 da tarde  
Blogger AM said...

http://www.youtube.com/watch?v=pzZNPyixNJQ

use protector :)

3:29 da tarde  
Anonymous Skyzofriend said...

O take five ! O velho Brubeck. A melhor música ao som da qual se faz amor( numa versão mais alargada, claro ). E mais não digo que estou para aqui a ficar piegas


http://www.youtube.com/watch?v=cWopJ3ptGyE

E por hoje temos que ficar por aqui, que tenho que abalar.

Até amanhã, Caro Am

4:55 da tarde  
Blogger AM said...

poesia concreta:

1

- meta
- música

7:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home